Home » » Destino - Porto

Destino - Porto

16h de Sábado, estávamos a sair de Lisboa, com destino ao norte do país. Sou da opinião que o norte está cheio de homens bonitos e charmosos, perco a cabeça cada vez que lá vou. O objectivo era aproveitar e tentar fazer esta noite diferente e saborosa. Ficamos em casa dos pais da Petra (nome fictício), como sempre que decidimos lá ir, eles estão a morar em Lisboa, mas têm lá uma casa vazia.
Finalmente chegamos. Pouco se passava das 19h. O plano era jantar e ir para um bar ou discoteca, depois se decidia no momento. 
Jantamos na baixa, adorei o design do restaurante, maioritariamente branco, a comida maravilhosa, e fomos bem aconselhadas sobre vinho pelo rapaz que nos servia.
Decidimos por um bar, pois estávamos vestidas para jantar e não para uma discoteca, se é que nos entendem. Ao entrar, reparei num rapaz que estava ao telemóvel na entrada do bar. Tinha barba (adoro homens com barba, acho que ainda não tinha partilhado isso) era ruivo, (em Lisboa não há ruivinhos que me agradem, ou então andam escondidos) houve um feedback no olhar, por isso tive que mudar de direcção  ainda agora tinha chegado. Havia uma mesa, mais para o meio na direcção da porta, foi la que decidimos ficar. Reparei também que estava junto ao balcão três homens acompanhados por uma mulher. Ou amiga, ou namorada de um deles. Pedimos as bebidas e cerca de meia hora depois o ruivinho entra e vai para o grupo que estava ao balcão. Começamos a descontrair e a divertir. Já estávamos na segunda rodada quando o empregado dirige-se até nos, com 3 shoots e 3 copos do que estávamos a beber, dizendo que era oferta dos srs. que estavam junto ao balcão. Já sabem onde isto vai dar... pois eu também. Olhamos para eles, já estava a ser reciproco a nossa atracão (visto ter olhado algumas vezes para ele e ele para mim), olho para o ruivinho e dou um sorriso. Eles dirigem-se até a nossa mesa. Somos novas lá é verdade e pelas vistos eles são clientes habituais. Blá blá bla whiscas saquetas.. e já se passou 3 horas, desde que se juntaram a nós. O bar ia fechar e por isso o que aconteceria a seguir. Nós temos um péssimo habito de não pensar muito e acabamos por pensar sempre o mesmo. A Petra antecipou-se e perguntou se eles não queriam ir tomar um copo lá a casa, era mais seguro, visto que já tínhamos andado a beber imenso. Um deles hesitou, devia pensar que éramos violadoras de homens (não é que não tivesse razão =) ) O meu ruivinho olhou para mim e disse, aceito. Tentei não mostrar muita felicidade, porque por dentro estava ao pulos, pisquei-lhe o olho e sorri. 
Chegamos a casa, e decidi ir preparar uma sangria de vinho branco, alguns aperitivos para ficarmos na sala na conversa. A Cris (nome fictício)  sugere, "e que tal um joguinho? ou triple dog (que é um jogo só de consequências) ou verdade e consequência . A Petra remata. Verdade ou consequência. Nenhum dos rapazes contrariou. Nós queríamos nos divertir, eles acho que também. Comecei com perguntas softs, sobre o meu ruivinho, descobri que tinha 35 anos (perfeito) morava mesmo no porto, não tinha muito sotaque porque os pais dele eram lisboetas. Foi para o porto estudar, aos 21 e nunca mais saiu de lá. Aconteceu o primeiro beijo, o segundo, o terceiro, nós queríamos parar de nos beijar.   Apalpei-lhe lá em baixo e ele já estava taoo durinho. Acreditem eu tentei ceder, mas também não sou do Porto, nem saberia se o voltaria a ver. Com isto já eram 7h da manhã. Ninguém iria trabalhar no dia seguinte, nem tinham compromissos, acabaram por ficar a dormir lá. Iríamos todos para o quarto maior. A cama era enorme e ainda tem um sofá. O ruivinho perguntou se eu ainda queria tomar um copo com ele, ainda de ir, recusei o álcool e fui fazer chá. Bebemos e encostá-mo-nos no chaise longue em meia conchinha, ele não estava muito encostado a mim, tinha a cabeça no meu ombro e a mão na minha barriga.
Eu tentei que não se notasse o aumento do meu ritmo cardíaco.  Ele começou a beijar-me, o ombro, a orelha e o pescoço, senti a mão dele a mover-se na minha barriga de forma suave, baixou-me a alça do top e perguntou "Estas bem?". Eu virei-me para ele, esbocei um sorriso e beijei-o. Ele adorou o meu rabo, não tirava as mão de lá. Questionam vocês se fizemos sexo? Não,  estávamos demasiado cansados para isso. Ele pôs a perna dele ao meu redor, eu encostei-me ao peito dele e adormeci ferrada, acho que também lhe aconteceu o mesmo.
17h de Domingo. Acordei com a musica Harlem Shake e Petra a dançar feito louca, ele ainda aqui estava, como adormeceu. Que engraçado, nunca me tinha acontecido isso. Aliás estavam o três.  Pedimos pizza para casa, estava tudo faminto. Convivemos mais um bocadito. Trocamos números e ficou combinado que só entraríamos em contacto quando voltássemos ao Porto, no verão talvez.
Na viagem para Lisboa, a Petra confessou que fez sexo com um deles, ao lado da Cris, enquanto esta dormia ferrada com o outro rapaz. E rimo-nos imenso do que aconteceu.  Mas o que acontece em Vegas.. já sabem fica em Vegas e partilho com vocês =)

0 commentaires:

Enregistrer un commentaire

 
Support : Copyright © 2015. latest celebrity gossip - All Rights Reserved